Monthly Archives: Junho 2014

Bolo de Fubá

Imagem

Eu gosto de bolos 🙂 minto, eu gosto MUITO de bolos! Gosto sempre de ter um docinho no final da refeição e de um mimo quando chego a casa depois de uma noite de trabalho. Uma fatia deste bolo fofinho e húmido é A melhor coisa para ficar logo mais animada =)

Andava há já algum tempo para experimentar as misturas de bolo da Fleischmann, todas têm um ar delicioso e parecem muito fáceis de fazer.e realmente é o caso 🙂 este Bolo de Fubá é uma delícia! Podem fazer com ou sem calda mas eu aconselho a usarem calda (pode ser de limão, leite de côco, etc) pois fica húmido e (como podem ver 😉 ) com um aspecto irresistível.

Ah e o cheirinho que o bolo enquanto cozinha? Hummm, hummmmm!!!! It’s Fubalicioussss! 😀

Ingredientes:

– 1 embalagem de mistura para Bolo de Fubá Fleischmann

– 160ml de leite

– 60g de manteiga derretida

– 3 ovos

Calda

– ½ chávena de água

– ½ chávena de açucar amarelo

– Sumo de ½ limão

– 3 cascas de limão

Preparação:

– Começar por ligar o forno a 180ºC;

– Colocar a mistura do bolo numa taça e juntar os ovos, o leite e a manteiga e misturar muito bem;

– Com a batedeira em velocidade alta bater durante cerca de 7 minutos;

– Colocar a mistura numa forma previamente untada com manteiga e farinha e levar ao forno durante cerca de 35 minutos ou até o palito sair limpo;

– Entretanto preparar a calda colocando a água num pequeno tacho, juntar a água e assim que o açucar estiver dissolvido o sumo e as cascas do limão;

– Deixar ferver durante alguns minutos até a calda começar a fazer um pouco de espuma, reservar;

– Assim que o bolo estiver cozido, retirar do forno e colocar a calda (sem tirar da forma) e deixar repousar durante 15 a 20 minutos;

– Retirar da forma e servir.

Muka dourada*

Bifes à moda da Minitauda

Imagem

Esta semana uma colega minha (querida A. 😉 ) perguntava-me se, passando o dia todo a cozinhar ainda tinha paciência para cozinhar em casa, ao que respondi que sim, que apesar de nem sempre haver muito tempo, o prazer e vontade de cozinhar está sempre lá 🙂 e que bom é descobrir novas receitas e ingredientes que nunca experimentei.

Em relação a esta receita andava há tanto tempo para experimentar este puré de grão (uma espécie de hummus) que tinha provado em casa do V. e que é perfeitamente conjugável com carne ou peixe ou a acompanhar um prato vegetariano porque afinal o puré é a proteína 😉 mas pronto nós carnívoros cá de casa nos confessamos culpados e queremos extra proteína e extra guarnição (as batas McCain são um extra vergonhoso :P)

Ingredientes: (para 2 pessoas – 1 das quais comilonas 🙂 )

3 bifes da chã de fora (~400g) – (em promoção no Lidl  😉 )

– azeite

– sal, pimenta

– 1 dente de alho esmagado

– 1 raminho de tomilho fresco

– 1 folha salva fresca

– 0,5dl de vinho branco

Guarnição:

– 1 lata pequena de grão-de-bico cozido

– 1 dente de alho

– 1 colher de sobremesa de ervas finas (da Margão)

– 1 tomate

– 1 cebola pequena

– 1 raminho pequeno de tomilho fresco

– sal, pimenta

– azeite, vinagre balsâmico

– batatas fritas (estas da McCain)

Preparação:

– Colocar as batatas no forno (~20minutos em forno não ventilado);

Colocar o grão (com um pouco da água que vem na lata) num copo da varinha mágica, adicionar o alho e as ervas finas e triturar até ficar bastante cremoso e sem grumos (para um resultado ainda mais aveludado passar o puré por um passador), reservar;

– Cortar o tomate e a cebola em pequenos cubos, juntar numa saladeira e juntar as folhas do tomilho fresco, reservar;

– Temperar os bifes com sal e pimenta;

– Colocar um pouco de azeite numa frigideira e levar ao lume, quando estiver bem quente colocar os bifes (consoante o gosto pessoal (mal ou bem passado) e a espessura do bife  assim deve ser o tempo de confecção);

– No caso destes bifes (que eram muito finos) deixei ficar apenas 5 segundos de cada lado (em lume forte para selar bem a carne) e reservei-os num recipiente tapado com folha de alumínio para repousarem;

– Na frigideira onde foram preparados os bifes, juntar o raminho de tomilho, a salva, o dente de alho e o vinho e deixar fervilhar um pouco, ajudando com uma espátula (de modo a retirar tb alguma caramelização que ficou da fritura dos bifes);

– Juntar os sucos libertados dos bifes ao preparado e deixar fervilhar mais um pouco;

– Rectificar sal e pimenta do molho e reservar;

– Temperar a salada de tomate e cebola com sal, pimenta, azeite e vinagre balsâmico;

– Servir os bifes com o molho e acompanhados com a salada, o puré de grão (quente ou frio) e as batatas.

Muka dourada*

 

Bolo de queijo carabisker

37

Finalmente chegou o bom tempo e já podemos fazer as nossas refeições no jardim! A nossa casa é fabulosa no tempo mais quente e portanto está a chegar a época de desfrutar dela =)

Aproveitando miminhos da minha sogra (que trouxe cerejas deliciosas) e as framboesas que crescem abundantemente no jardim, decidi fazer um bolo de queijo cuja receita tinha religiosamente recortado de um pacote de açucar 🙂 sim, porque eu sou das que guarda todos os milhões de receitas das revistas/pacotes de açucar/pacotes de arroz/tudo o que é pacotes 😀 e o resultado foi muiiiito bom, um bolo de consistência de queijada mas leve e ainda mais delicioso quando acompanhado pelo creme de queijo ;).

(receita adaptada de um pacote de açucar da RAR 🙂 )

Ingredientes:

Bolo

– 5 ovos

– 240g de açúcar amarelo

– 1dl de leite

– 80g de manteiga derretida

– 350g de queijo (tipo philadelphia)

– 250g de farinha

– 1 c. de sobremesa de fermento em pó

– Cerejas e framboesas para decorar

Creme de queijo

– 50g de queijo (tipo philadelphia)

– 200ml de natas para bater

– 3 colheres de sopa de açucar em pó

– raspa da casca de 1 limão

Preparação:

Creme de queijo

– Bater as natas com o queijo durante cerca de 3 minutos;

– Juntar aos poucos o açucar e continuar a bater até ficar um creme consistente;

– Juntar a raspa da casca de limão e envolver bem,

– Reservar no frigorífico.

Bolo

– Ligar o forno a 180ºC;

– Separar as claras das gemas e bater as primeiras em castelo com o açucar até se obter um merengue brilhante e consistente (se necessário juntar algumas gotas de sumo de limão);

– Peneirar a farinha com o fermento e reservar;

– Adicionar as gemas ao merengue e mexer bem;

– Juntar ao preparado o leite, a manteiga e o queijo (previamente esmagado com um garfo) e mexer bem;

– Juntar a farinha à mistura, envolvendo bem;

– Colocar a massa numa forma previamente untada com manteiga e farinha e levar ao forno por aproximadamente 40 minutos ou até o palito sair limpo;

– Desenformar apenas quando estiver frio;

– Acompanhar com o creme e as frutas.

Muka dourada*