Category Archives: Entrada

Ervilhas coiso e tal

54

 Quando andava na faculdade tinha uma colega de casa que me chamava Petit Pois por eu andar vestida, invariavelmente,  de bege e verde. Tendências fashionistas à parte a verdade é que sempre adorei ervilhas 🙂

Gosto tanto de ir ao quintal da mãe apanhar as ervilhas de quebrar. E a ervilha é um legume tão versátil e saboroso que podemos usá-la em vagem, em grão, para fazer saladas, sopas ou como acompanhamento.

Definitivamente assumo-me como Petit Pois lover 😀

A receita destas ervilhas não tem que enganar e pode servir tanto como acompanhamento como um prato principal mais ligeiro (para os dias quentinhos que se aproximam 😉 ).

Ingredientes:

– 200g de ervilhas de quebrar

– 70g de bacon cortado em pequenos pedaços

– ½ cebola em meias luas

– 1 dente de alho picado

– sal e pimenta q.b

– azeite q.b

– 1 ovo

Preparação:

– Numa panela colocar água e um pouco de sal e assim que começar a ferver colocar as ervilhas e deixá-las cozinhar por cerca de 5 minutos;

– Escorrer as ervilhas e passá-las por água fria para as arrefecer, reservar;

– Numa frigideira colocar um pouco de azeite e saltear o bacon. Assim que este começar a ficar tostadinho, retirar e reservar;

– Na frigideira onde se salteou o bacon colocar a cebola e amolecê-la em lume brando. Juntar o alho e deixar dourar mais um minuto;

– Ao refogado da cebola juntar as ervilhas e elevar um pouco o lume, mexendo sempre;

– Juntar o bacon e rectificar os temperos;

– Estrelar um ovo ou se preferir, escalfe-o;

– Colocar o preparado das ervilhas no prato e o ovo por cima.

Muka dourada*

Gambão com manteiga e gengibre

46

Ainda sob o mote Passagem de Ano, trago um amiguito que nunca falta nas casas portuguesas, o tão amado camarão =) Cá por casa não somos os maiores loucos por sea-food mas ainda assim, um camarãozito aqui outro ali sabe sempre bem 😉

E com amiguitos deste tamanho não tem que enganar, ele tem que ser O rei portanto basta um pouco de manteiga e, neste caso, mais uns elementos cítricos, e temos um excelente petisco e muito pouco tempo 😉

Ingredientes:

– 6 camarões gambões (10-20)

– 2 colheres de sopa de manteiga

– sumo de ½ limão

– ~2cm de gengibre (sem pele e picado)

– 2 dentes de alho picados

– Zeste de ½ limão

– sal e pimenta q.b.

Preparação:

– Colocar a manteiga numa frigideira grande e deixar derreter (em lume brando), quando esta estiver derretida aumentar o lume e juntar os camarões;

– Temperar com sal e pimenta;

– Dourar bem de ambos os lados (cerca de 2 minutos de cada lado), juntar o gengibre, o alho, o sumo de limão e deixar mais uns minutos de cada lado (em lume brando);

– Durante todo o processo se necessário juntar um pouco mais de manteiga;

– Quando os camarões estiverem bem douradinhos retirá-los, colocar o molho que ficou na frigideira por cima destes e na hora de servir polvilhar com o zeste do limão.

Muka dourada*

Tostas de salmão fumado e queijo fresco

45

Chegou um novo ano e com ele a promessa de novos projectos e novos desafios. Todos os anos sinto esta urgência da mudança com o aproximar do novo ano mas este ano acaba por ter um significado especial e por isso a confiança de que vai ser um ano fabuloso cheio de experiências novas e projectos bem sucedidos =)

Ora a propósito da entrada neste nosso amiguito 2015 preparei alguns petisquitos que, para além de super rápidos de fazer, são deliciosos =). Estas tostitas são nhamm-nhammm e aconselho mesmo a usarem as que têm as sementes de sésamo pois estas acabam por dar um toque final de torrado que deixa ainda mais água na boca. Espero que gostem 😉

(receita para cerca de 25 a 30 tostas)

Ingredientes:

– 1 embalagem de tostas integrais com sementes de sésamo

– 150g de salmão fumado

– 1 embalagem(~200g) de queijo fresco (tipo Philadelphia)

– Sumo de ½ limão

– Zeste de 1 limão

– 1 colher de sopa de funcho picado (mais um pouco para decorar)

– Sal e pimenta q.b.

Preparação:

– Colocar o queijo numa taça e adicionar o sumo do limão, mexer bem;

– Adicionar o zeste e o funcho e mexer novamente, rectificar o tempero com sal e pimenta e reservar;

– Dispor as tostas numa travessa, colocar a mistura do queijo (cerca de uma colher de sobremesa rasa em cada uma) e por cima deste dispor um pouco de salmão (a gosto);

– Decorar com um pouco de funcho e degustar =)

Muka dourada*

Arepas da Ruskita

Imagem

Adoro arepas! Desde que aprendi a fazê-las com a L. que nunca mais deixei de ter farinha Pan cá em casa. São tão rápidas de fazer e tão deliciosas que não há como não gostar e comer não uma, mas várias de uma só vez :). Para além disso a sua versatilidade (ainda não as testei em versão doce mas quero fazê-lo um dia destes) é muito grande o que permite utilizá-las quentes ou frias (ou aquecidas no microondas) com ou sem recheio (com recheio de tudo e mais alguma coisa – enchidos, queijos, alface, ovos mexidos, etc) o que as torna um prato que podemos sempre fazer a qualquer hora 😉

Ingredientes:

– 2 + ½ chávenas de farinha de milho branco pré-cozida (eu uso esta)

– 2 chávenas de água

– 1 pitada de flor de sal

– 1 colher de café de ervas finas + oregãos

– ½ colher de café de alho em pó

– Óleo ou azeite para fritar

– Vários elementos para acompanhar, p. ex: fiambre, queijo, chourição, alface, rúcula, etc

Preparação:

– Colocar a água numa taça, juntar a flor de sal e a farinha, as ervas aromáticas e o alho;

– Misturar muito bem e amassar até a mistura se apresentar uniforme e firme;

– Fazer pequenos discos com a massa e fritá-los num pouco de óleo ou azeite;

– Colocar num prato com papel antiaderente (apenas para tirar o excesso de gordura);

– Abrir as arepas, ainda quentes, ao meio, recheá-las com o que houver lá pelo frigorífico e disfrutar deste petisco rápido e delicioso.

Muka dourada*

Caracolinis Salpiconis*

Imagem

*(nome atribuído pelo meu amigo E.)

Jogo de futebol cá em casa é sinónimo de petisquitos 🙂 nunca é preciso grande preparação, basta inspiração e nunca faltar Coca-Cola para animar a malta 🙂 Entre um vídeo de Jorge Jesus e uma vitória do Benfica lá foram os folhados todos. Eu sou lagartixa (sportinguista, entenda-se 🙂 ) e adepta de equipas de arbitragem onde esteja o Artur Soares Dias :), o resto da malta é toda lampiã mas o que gostamos mesmo é de ver futebol (se possível, bom futebol 😉 ) e portanto estes petisquitos são sempre uma constante para acompanhar um bom jogo. Espero que gostem.

Ingredientes:

– 1 rolo de massa folhada quadrada refrigerada

– ½ chávena de molho de tomate (receita aqui)

– 1 salsicha alemã fumada picada finamente

– 5 ou 6 fatias de queijo flamengo

– 9 fatias de salpicão

– 3 colheres de sopa de cebola frita desidratada

– sementes de papoila

Preparação:

– Ligar o forno a 200ºC;

– Retirar a massa folhada do frigorífico e aguardar 1 ou 2 minutos para ela ficar aproximadamente à temperatura ambiente (para não partir quando se desenrolar);

– Desenrolar a massa, espalhar o molho de tomate e espalhar uniformemente por cima a salsicha picada;

– Dispor por cima da salsicha as fatias de queijo e por cima deste as fatias de salpicão;

– Espalhar por cima a cebola frita;

– Enrolar com cuidado no sentido longitudinal, cortar em rodelas de 1-1,5cm de espessura;

– Colocar num tabuleiro, salpicar com as sementes de papoila e levar ao forno por cerca de 15min ou até estar bem douradinho.

Muka dourada*

Tie Fighter’s ramitosos*

Imagem

*(só para fãs de Star Wars)

Quem me conhece sabe da minha paixão por enchidos, em especial por farinheira =) estando eu numa saga de “o que fazer com esta bela farinheira” lembrei-me de fazer esta pequena entrada muito fácil, rápida e deliciosa.

Ingredientes:

– 1 maçã Granny Smith grande

– sumo de limão

– ½ farinheira de Arganil

Preparação:

– Cortar a maçã em meias luas finas e regá-las com sumo de limão, reservar;

– Cortar a farinheira (com pele) em fatias grossas e fritá-las com um fio de azeite durante cerca de 1 minuto de cada lado em lume forte (ou até se apresentarem douradas e crocantes;

– Com um palito fazer pequenas sanduíches com a maçã e a farinheira.

Muka dourada* e may the force be with you 😉