Category Archives: Molho

Pannacotta com molho de framboesa

41

Agosto sempre foi para mim um mês muito especial, quase tão especial quanto Dezembro =) Agosto é o mês do meu aniversário, o mês das férias, do Algarve, de rever familiares que moram noutras paragens e portanto é um mês que tem tudo para ser fantástico.

Este ano foi ainda mais especial pois recebi um presente há muito desejado – a minha querida Yämmi :). Devo confessar que durante anos me senti desconfiada destes robots de cozinha, que se dizia, faziam praticamente tudo. Eu pelo valor que era pedido exigia que, no mínimo, me colocassem a mesa, se autoservissem e ainda lavassem a louça. Enfim not very impressed com a suposta eficácia da coisa :). Entretanto o Continente lançou uma versão low-cost e amiga do pobre consumidor que me fez querer efectivamente saber mais acerca destas supostas maravilhas na cozinha. Ainda assim foi preciso trabalhar com a prima rica (Thermomix, vulgo Bimby 😉 ) para perceber que realmente ajudava bastante (ovos moles here I gooooo!!!!).

Li bastante sobre a variedade de robots existentes no mercado, as vantagens de uns e outros e a sua relação qualidade preço e no final ganhou a Yämmi =) Após vários meses de namoro e para culminar em grande o meu final de férias recebo das mãos do meu amado a bendita Yämmi 🙂

Como sou fofinha:P , a primeira receita que experimentei foi uma das sobremesas favoritas do R., Pannacotta com molho de framboesa. Devo confessar que foi a primeira vez que fiz pannacotta e o resultado foi bem saboroso, a consistência da pannacotta não foi a esperada (suave e delicada) mas deve-se concerteza aos ajustes que tive que fazer devido ao facto de só ter 400ml de natas e ter utilizado açúcar amarelo (para a próxima há-de ficar ainda melhor 😉 ). Espero que gostem tanto como o guloso do meu namorado 😉 *

(receita adaptada de: Livro de Receitas Yämmi – pág. 194-195)

Ingredientes:

Pannacotta

– 500ml de natas

– 4 folhas de gelatina

– 150g de açucar (usei açúcar amarelo)

– 1 vagem de baunilha

Molho de framboesa

– 300g de framboesas

– 100g de açúcar amarelo

– 50ml de água

Preparação:

– Colocar as folhas de gelatina em água fria de modo a demolharem por cerca de 5 minutos;

– No copo da Yämmi (com a lâmina de mistura) colocar as natas, o açucar e a vagem de baunilha (cortada longitudinalmente). Programar 10 minutos na velocidade 1 a 100ºC;

– Escorrer as folhas de gelatina e derretê-las no microondas por cerca de 30s (em potência máxima);

– Com a Yämmi em funcionamento, juntar a gelatina ao preparado (através da abertura do copo medidor);

– Finalizado o tempo, retirar a vagem de baunilha e colocar o preparado em pequenas taças ou formas e levar ao frigorífico para solidificar;

– Para preparar o molho de frutos vermelhos colocar no copo (com a lâmina de mistura) as framboesas, o açúcar e a água;

– Programar 10 minutos na velocidade 1 a 100ºC. Quando terminar retirar para uma taça e deixar arrefecer;

– Desenformar as pannacottas e colocar o molho de framboesas por cima.

Muka dourada*

Bolitas de pizza

Imagem

Leio o blog Kanela y Limón há bastante tempo, ele tem sempre receitas deliciosas e fotografias lindíssimas. Andava para fazer esta receita há muito tempo mas foi preciso ver esta receita semelhante no Recipe Best para me decidir.A receita é muito rápida de fazer e o resultado é uma delícia que não se consegue parar de comer :).

Eu prepararei esta receita para duas pessoas não muito comilonas, aconselho a dobrarem a receita para 3 ou 4 pessoas.

(receita adaptada da Pizza Monkey Bread de Kanela y Limón e de Stuffed Pizza Rolls do Recipe Best)

Ingredientes:

– 1 massa de pizza (quadrada) Continente

– 8 fatias de chourição (paio, pepperoni , etc), cortadas em 4 cada

– ½ chávena de cogumelos laminados

– 100g de mozzarella ralado

– Oregãos frescos

– ½ chávena de azeite temperada com 1 colher de chá de oregãos

– 1 chávena de pão ralado temperada com 1 colher de chá de oregãos e 1 colher de café de alho moído + um pouco para forrar a forma

Molho de tomate

– 1 lata de tomate pelado

– 1 cebola picada

– 2 alhos picados

– 1 c. de chá de açucar amarelo

– sal e pimenta

– azeite

– 1 raminho de oregãos frescos (pode tb ser manjericão ou ambos 😉 )

– 1 folha de louro

Preparação:

– Pincelar uma forma média (quadrada ou redonda com dimensão de 22cm) com azeite e polvilhar com pão ralado;

– Cortar a massa da pizza em 15 quadrados iguais;

– No meio de cada quadradito colocar ¼ de fatia de chourição, por cima alguns cogumelos laminados, um pouco de queijo mozzarella e por fim mais ¼ de fatia, finaliza-se com uma pequena folha de oregãos fresca cortada na hora;

– Faz-se um pequeno embrulho com cada quadrado, passa-se pelo azeite aromatizado e depois pelo pão ralado aromatizado, coloca-se na forma e vai ao forno por ~20minutos a 180ºC ou até estarem bem douradinhos;

– Enquantos os pequenos embrulhos cozinham prepara-se o molho de tomate;

– Num tacho (não utilizar a tampa para fazer o molho) colocar a cebola e os alhos, juntar um pouco de azeite,refogar ligeiramente, juntar o tomate pelado (o ideal é desfazê-lo na mão à medida que se vai colocando no tacho) e deixar cozinhar em lume brando por 10min;

– Juntar o açucar, o louro e a polpa de tomate e deixar cozinhar mais 5 min;

– Juntar as ervas aromáticas, colocar um pouco de pimenta e rectificar o sal, deixar cozinhar mais 2 a 3 minutos;

– No final o molho não deve ficar muito líquido, se for o caso deixar cozinhar mais um pouco sempre em lume brando e sem tampa;

– Retirar a folha de louro e triturar muito bem com a varinha mágica (ou mais ligeiramente se preferirem o molho um pouco menos aveludado);

– Retirar do forno os pequenos embrulhos de pizza, colocá-los numa travessa ou prato e acompanhar com o molho de tomate.

Muka dourada*

Pescada com molho de manteiga e limão e batata confitada

Imagem

A pescada é sempre um peixe muito mal visto entre odiadores de peixe cozido e cá por casa tal não é excepção :). Assim sendo olhei para a bendita e pensei: “menina, tu inspira-me senão o rapaz nem sequer olha para ti!” e pronto, resolvi fazer uma pescada pré-cozida em marinada de leite (que lhe retira o gosto do congelado e a torna muito macia) e dei-lhe um toque crocante no final com o pão ralado. As batatas que estiveram para ser fondant (next time) acabaram por ser confitadas em azeite o que foi muito mais rápido e igualmente delicioso (por favor comam as chalotas e os alhos confitados, ficam macios e levemente adocicados;) ). Espero que gostem 😉 o Pescada Hater gostou ;).

Ingredientes:

Pescada

– 2 postas grandes de pescada (para cozer)

– 500ml de leite

– sal, pimenta

– ½ chávena de pão ralado

– 2 c. de chá de oregãos secos

– 2 c. de chá de tomilho seco

– 1 c. de café de alho em pó

Batatas

– 3 batatas grandes cortadas em cubinhos

– 6 chalotas sem pele

– 6 dentes de alho com a casca

– flor de sal

– 1 chávena de azeite

– 1 c. de chá de tomilho seco

– 1 c. de chá de oregãos secos

– 1 c. de chá de manjericão seco

– 1 folha de louro partida em 4

Molho de manteiga e limão

– 100g de manteiga

– 1 c. sobremesa de salsa fresca picada

– 1 c. sobremesa de oregãos frescos

– 1 c. chá de tomilho

– raspa da casca de 1 limão

– sumo de ½ limão

Acompanhamento

– 6 espargos

– 2 c. de sopa de manteiga

– flor de sal

Preparação:

– Se a pescada for congelada começar por descongelá-la, de preferência no frigorífico e de um dia para o outro;

– Assim que a pescada estiver descongelada, colocá-la numa taça e cobrir com o leite, deixar a marinar por ~4horas;

– Meia hora antes de preparar a pescada juntar um pouco de sa e, pimenta;

– Entretanto começar a preparar as batatas. Ligar o forno a 200ºC.

– Colocar num tabuleiro (que possa ir ao forno) metade do azeite, um pouco de flor de sal e as ervas aromáticas;

– Colocar as batatas por cima das ervas e de forma uniforme e intercalada distribuir os alhos e as chalotas;

– Colocar o resto do azeite por cima das batatas e um pouco mais de flor de sal;

– Levar ao forno por aproximadamente 30min.

– Colocar a pescada e a sua marinada num pequeno tacho (a pescada deve ficar totalmente coberta por líquido, se necessário juntar um pouco de água), juntar 1 colher de chá de oregãos e tomilho e levar a lume médio até levantar fervura;

– Nesse momento reduzir para lume muito brando e deixar cozinhar lentamente (~20min, dependendo da espessura da posta), quando a pescada estiver macia (espetar delicadamente um palito) retirar do líquido e deixar a escorrer num prato;

– Numa frigideira colocar 2 c. de sopa de manteiga e deixar derreter;

– Numa pequena taça juntar o pão ralado e o resto dos temperos (oregãos, tomilho e alho em pó) e gentilmente passar a pele da pescada por esta mistura;

– Assim que a manteiga estiver quente levar a pescada a tostar a pele (rodando sempre a posta) e depois dourar ligeiramente uniformente, reservar;

– Para o molho de manteiga, num pequeno tacho colocar a mantiga a derreter em lume brando;

– Assim que a manteiga estiver derretida juntar todos os temperos e deixar ferver durante ~2min, reservar;

– Numa frigideira coloca 2 c. de sopa de manteiga e deixar derreter, colocar os espargos (preparados sem a base do caule fibroso e cortados em 3), um pouco de flor de sal e deixar saltear ligeiramente por 3minutos;

– Colocar a posta de pescada, as batatas e os espargos e regar generosamente com o molho de manteiga.

Muka dourada*