Monthly Archives: Novembro 2016

Bolo de limão

70

Não quero ser do contra pelo facto de, como agora temos finalmente tempo decente (frio e chuva, entenda-se) venho eu para aqui feita esperta espetar receitas de coisas frescas e fofas. Nada disso, o problema é que tinha aqui esta receita guardadinha para vos apresentar mas ainda não tinha surgido oportunidade para a partilhar.

Por ocasião do aniversário do R. fiz este bolo que apesar do aspecto angelical (profundamente enganador) é um daqueles bolos que, ponhamos a coisa neste ponto, faz crescer pêlos no peito :). A utilização dos limões inteiros (apenas sem as sementes) transmitem uma intensidade cítrica acutilante e portanto só aconselhado a grandes amantes de limão e sabores ácidos e amargos.

(adaptado de: Mary Berry Cooks)

Ingredientes:

Bolo

– 1 limão pequeno

– 275 g de manteiga amolecida

– 275 g de açúcar refinado

– 275 g de farinha com fermento

– 1 colher de chá de fermento Royal

– 4 ovos

– Manteiga e farinha para forrar a forma

Recheio e cobertura

– 1 limão pequeno

– 150 g de açúcar em pó

– 50 g de manteinga amolecida

– 200 g de queijo creme

– Raspas de chocolate branco q.b

– Flores comestíves q.b.

Preparação:

– Cozer os dois limões num pequeno tacho e cobertos de água durante 20 minutos ou até estarem macios ao toque;

– Depois de cozidos, escorrer a água, cortar os limões ao meio e retirar as sementes;

– Ligar o forno a 180 ºC;

– Forrar uma forma de 24 cm de diâmetro (ou 2 de 20 cm) com manteiga e farinha e reservar;

– Colocar os dois limões no robot e picar deixando alguns pedaços mais grosseiros. Dividir a mistura em duas partes iguais;

– A uma parte da mistura juntar o açúcar, a manteiga e misturar bem;

– Juntar os ovos um a um mexendo bem entre cada adição;

– Adicionar peneirando a farinha e o fermento e mexer bem até obter uma mistura bem uniforme;

– Colocar a mistura na forma (ou dividir pelas duas formas) e levar ao forno por 30 minutos ou até o palito sair limpo;

– Quando cozinhado retirar do forno e deixar arrefecer completamente;

– Enquanto o bolo arrefece preparar o recheio: misturar muito bem a manteiga com o açúcar e adicionar o queijo creme envolvendo bem de modo a obter uma mistura homogénea. Juntar o limão triturado, misturar bem e reservar no frigorífico;

– Após frio, cortar o bolo a meio (ou no caso de ter feito 2 colocar um no prato e reservar o segundo) e colocar metade da mistura do recheio espalhando bem. Colocar por cima a outra metade (ou o outro bolo) e pressionar ligeiramente;

– Com a restante mistura barrar as laterais e parte superior do bolo;

– Decorar com as raspas do chocolate branco e as flores e servir.

Muka dourada*

Anúncios

Delícia de Outono

69

Apesar das temperaturas enganadoras, o facto é que já estamos no Outono e mesmo o meu cérebro não processando muito bem o facto de andar na rua de manga curta e a comer castanhas a verdade é que já só me apetecem receitas com produtos da época (dióspiros, marmelos, castanhas, etc).

Esta é uma receita que andava a namorar há já algum tempo e a propósito de uma promessa de docinhos à minha querida S. que tão bem cuida da minha juba leonina, acabei por fazer não um mas dois bolos 🙂 A receita é simples e rápida sendo que poderão fazer o caramelo antecipadamente e usá-lo para tudo o que vos apetecer 😉

(adaptado de: Self Proclaimed Foodie)

Ingredientes:

Bolo

– 120 g de manteiga amolecida

– 120 g de açúcar amarelo

– 60 g de açúcar refinado

– ½ colher de chá de flor de sal

– 1 ovo

– 240 g de farinha de trigo sem fermento

– 1 colher de chá de fermento Royal

– 1 colher de chá de bicabornato de sódio

– 1 colher de chá de canela em pó

– 1 colher de chá de noz moscada em pó

– Raspa e sumo de um limão

– 2 maçãs

 

Caramelo

– 240 g de açúcar refinado

– 100 ml de água

–  Opcional (1 colher de chá de flor de sal)

– 60 g de manteiga

– 200 ml de natas

Preparação:

Caramelo

– Num tacho colocar o açúcar e a água (se pretender um caramelo salgado juntar neste passo a flor de sal) e levar a lume brando até obter o ponto de caramelo pretendido e retirar do lume;

– Com cuidado, e de uma só vez, juntar a manteiga e as natas mexendo bem com uma vara de arames. Continuar a mexer até parar de borbulhar e ter um preparado homogéneo e com uma consistência mais fluída que a do caramelo convencional (ao arrefecer vai ficar solidificar).

– Reservar num frasco, deixar arrefecer e guardar no frigorífico;

– Para utilizar retirar a quantidade desejada para uma taça e levar ao microondas por alguns segundos para derreter.

Bolo

– Ligar o forno a 175ºC;

– Descascar as maçãs, cortá-las em fatias finas e reservar regando com o sumo e raspa do limão;

– Forrar uma forma quadrada 20×20 cm com papel vegetal;

– Juntar a manteiga, os açúcares e a flor de sal e mexer muito bem até obter um preparado cremoso e homogéneo;

– Adicionar o ovo e mexer muito bem até este estar completamente incorporado;

– Peneirar (uma ou várias vezes) a farinha com o fermento, o bicabornato, a canela e a noz moscada e juntar ao preparado anterior;

– Juntar a maçã (e os sumos que ficaram no recipiente) ao preparado do bolo envolvendo muito bem, colocar na forma e levar ao forno por 30 – 35 minutos ou até o palito sair limpo.

– Retirar do forno, regar com a quantidade de caramelo desejada e comer avidamente 🙂

Muka dourada*