Monthly Archives: Março 2014

Speedy Ananazes

32

Cá em casa somos grandes fãs de açucar, bem eu bastante mais que o R., e como tal no final de cada refeição precisamos sempre do nosso boost de docinho para a refeição ser devidamente terminada. Como nem sempre há tempo para preparar um doce mais elaborado muitas vezes o que acontece é olhar para dispensa/frigorífico e pensar o que é que eu consigo fazer em 5 minutos :).

Com esta receita foi exactamente isso que aconteceu, natas abertas para preparar outras receitas, ananás que tinha sobrado de um bolo e as nossas amigas bolachinhas que há sempre por cá e voilá, meia dúzia de minutos depois tinha uma sobremesa gostosa e bem fresquinha.

Ingredientes:

– 4 fatias de ananás em calda

– 300ml de natas (ou iogurte natural)

– 1 colher de sopa de açucar em pó

– 8 bolachas (torrada ou maria) trituradas com uma colher de café de café 🙂

Preparação:

– No copo da varinha mágica colocar o ananás, as natas e o açucar e triturar bem até ficar uma mistura homogénea e cremosa;

– Em taças ou copos grandes ir alternando em camadas o creme de ananás e a bolacha;

– Levar ao frio ou como eu normalmente faço, comer imediatamente.

Muka dourada*

Anúncios

Quick Pizza

31

Hoje há clássico, e em cada clássico que se preze deve haver uma pizza (ou bifana ou hambúrguer, lá chegaremos 😉 ). Como sportinguista espero que ambos empatem e espero ansiosamente os comentários (iniciais e finais) do JJ para poder ter um dia mais animado :).

Esta pizza é super-mega rápida de fazer, eu usei uma base de massa de pizza que tinha comprado mas podem fazer várias e congelar para dias como. O molho de tomate também já tinha preparado e também pode ser guardado no congelador em tacinhas ou saquitos individuais (descongela-se na hora). A ideia é poder disfrutar de algo saboroso, sem gastar muito, nunca retirando o prazer de cozinhar mas sem passar horas na cozinha 😉

Ingredientes:

– 1 massa de pizza (quadrada) Continente

– 200g de presunto de porco preto em fatias muito finas (partido em pedaços grandes)

– 70g de tomate cereja cortados em metades

– 5 chalotas cortadas em metades

-150g de mozarella ralado

– Oregãos secos (a gosto)

– Rúcula (a gosto)

– Molho de tomate (receita aqui)

Preparação:

– Ligar o forno a 180ºC;

– Desenrolar a massa de pizza num tabuleiro que possa ir ao forno;

– Espalhar por cima da massa o molho de tomate e por cima o queijo ralado;

– Dispor por cima do molho os tomates e as chalotas;

– Polvilhar com os oregãos secos;

– Levar ao forno por aproximadamente 10-15minutos ou até os tomates e as chalotas se apresentarem amolecidos e dourados nas pontas;

– Desligar o forno e colocar os pedaços de presunto por cima dos tomates e chalotas, guardar no forno (desligado) por cerca de 3-5minutos;

– Retirar do forno e espalhar a rúcula por cima. Servir.

Muka dourada*

Irish Soda Bread

Imagem

Como sabem adoro cozinhar 🙂 é algo que me dá um prazer e satisfação tão grande que só é mesmo comparável a comer 😀 (o que se torna fabuloso pois engordar é algo que nunca acontece por este lados :D). Para mim cozinhar é fechar-me na cozinha com a Fuska e a Pulga, o rádio bem alto e fazer “cenas” :D, por vezes inventadas no momento outras a partir de receitas que vou religiosamente coleccionando.

Ainda na sequência do Dia de S. Patrício fiz esta receita de Pão de Soda que é excelente para um Chá das 5 ou para o pequeno-almoço :). Não se assustem se a massa ficar um pouco mais húmida do que a de um pão normal, podem sempre enformar e fica perfeitíssimo (foi o caso).

(receita adaptada de Ina Garten)

Ingredientes:

– 4 chávenas de farinha de trigo + um pouco para as passas de uva

– 5 colheres de açúcar amarelo

– 1 colher de chá de açucar baunilhado

– 1 colher de chá de bicabornato de sódio

– 1 colher de café de flor de sal

– 60g de manteiga cortada em pequenos cubos

– 1 + ¾ de chávena de buttermilk (leitelho)

– 1 ovo grande (ou 2 pequenos) levemente batido

– Raspa da casca de 1 laranja

– 1 chávena de passas de uva

– 2 colheres de sopa de rum

– 1 gema de ovo batida com 2 colheres de sopa de leite

Preparação:

– Ligar o forno a 190ºC;

– Colocar o rum nas passas de uvas e reservar;

– Peneirar a farinha e juntar os açucares, o bicabornato e a flor de sal, misturando bem;

– Juntar a manteiga e se necessário com a mão ajudar a uniformizar bem a mistura (fica com um aspecto areado);

– Juntar ao leitelho o ovo e a raspa da laranja e misturar gentilmente;

– Juntar a mistura do leitelho à da farinha e misturar bem;

– Adicionar um pouco de farinha às passas de uva, juntar à massa anterior e envolver bem;

– A massa poderá ficar um pouco húmida, se for o caso colocá-la numa forma de 24-26cm de diâmetro previamente untada e forrada com papel vegetal. Se a massa estiver elástica e que seja possível trabalhá-la, colocá-la numa superfície enfarinhada e trabalhá-la um pouco;

– Levar ao forno e ao final de 10 minutos pincelar com a gema de ovo, deixar cozinhar mais 30-40 minutos ou até estar cozido (o palito deve sair limpo).

Muka dourada*

Patrícios de Santa Clara

Imagem

No passado dia 17 de Março foi o Dia de S.Patrício (um dos padroeiros da Irlanda), ora como é sabido eu tento comemorar todos os festejos que envolvam comida :). Neste caso e aproveitando a vitória do Sporting resolvi comemorar em verde e força não só para honrar o Patrício dos irlandeses mas também o nosso =). Fiz estes biscoitos de manteiga muito simples (quase, quase a lembrar melting moments) e que são uma delícia para acompanhar com uma Guiness 😀 ou pronto para beer haters como eu, com um Earl Grey bem quentinho :).

(receita adaptada de Spoonful)

Ingredientes:

– 2 + ¾ chávenas de farinha de trigo

– ¾ colher de sopa de bicabornato de sódio

– 1 pitada de flor de sal

– 1 chávena de manteiga sem sal à temperatura ambiente

– 1 chávena de açucar amarelo

– 1 ovo grande

– 1 colher de sopa de açucar baunilhado

– 1 colher de sopa de corante alimentar verde (usei amarelo (12 gotas) + azul (9 gotas) da Vahiné)

Preparação:

– Peneirar a farinha e o bicabornato para um taça, adicionar a flor de sal, misturar bem e reservar;

– Noutra taça juntar a manteiga e os açucares até se obter um preparado cremoso, juntar o ovo e misturar até este ficar bem incorporado;

– À mistura da manteiga ir juntando gradualmente a da farinha, misturando muito bem entre cada adição;

– Juntar o corante e envolver bem na massa para que esta fique verde de forma uniforme;

– Formar 2 bolas com a massa e transformá-las em discos, envolvê-las em película aderente e levar ao frio por aproximadamente 1 hora;

– Retirar a massa do frio, remover a película aderente e colocar a massa em cima de uma folha de papel vegetal (levemente enfarinhada), colocar um pouco de farinha por cima da massa e por fim colocar outra folha de papel vegetal por cima (a massa fica no meio);

– Com a ajuda de um rolo de cozinha esticar a massa de forma a que ela fique com uma espessura aprox. de 5-7mm;

– Cortar a massa na forma desejada (usem cortadores se tiverem), levar ao forno previamente aquecido a 180ºC (em tabuleiro forrado a papel vegetal) por cerca de 10 minutos ou até as bordas dos biscoitos começarem a ficar douradas.

Muka dourada*

Caracolinis Salpiconis*

Imagem

*(nome atribuído pelo meu amigo E.)

Jogo de futebol cá em casa é sinónimo de petisquitos 🙂 nunca é preciso grande preparação, basta inspiração e nunca faltar Coca-Cola para animar a malta 🙂 Entre um vídeo de Jorge Jesus e uma vitória do Benfica lá foram os folhados todos. Eu sou lagartixa (sportinguista, entenda-se 🙂 ) e adepta de equipas de arbitragem onde esteja o Artur Soares Dias :), o resto da malta é toda lampiã mas o que gostamos mesmo é de ver futebol (se possível, bom futebol 😉 ) e portanto estes petisquitos são sempre uma constante para acompanhar um bom jogo. Espero que gostem.

Ingredientes:

– 1 rolo de massa folhada quadrada refrigerada

– ½ chávena de molho de tomate (receita aqui)

– 1 salsicha alemã fumada picada finamente

– 5 ou 6 fatias de queijo flamengo

– 9 fatias de salpicão

– 3 colheres de sopa de cebola frita desidratada

– sementes de papoila

Preparação:

– Ligar o forno a 200ºC;

– Retirar a massa folhada do frigorífico e aguardar 1 ou 2 minutos para ela ficar aproximadamente à temperatura ambiente (para não partir quando se desenrolar);

– Desenrolar a massa, espalhar o molho de tomate e espalhar uniformemente por cima a salsicha picada;

– Dispor por cima da salsicha as fatias de queijo e por cima deste as fatias de salpicão;

– Espalhar por cima a cebola frita;

– Enrolar com cuidado no sentido longitudinal, cortar em rodelas de 1-1,5cm de espessura;

– Colocar num tabuleiro, salpicar com as sementes de papoila e levar ao forno por cerca de 15min ou até estar bem douradinho.

Muka dourada*

King Cake do Mardi Gras das Minosas

27

Quem me conhece sabe o quanto eu gosto de celebrações que envolvam comida e os USA são riquíssimos em tudo o que é festejo com comida à mistura (ainda hei-de conseguir celebrar o Thanks Giving Day cá em casa 🙂 ).

Ora, tendo isso em mente e como estamos na altura do Carnaval (Mardi Gras para os benditos) fui indagar oque é que osmeus amigos fazem neste dia. Pois concerteza que fazem muitíssima coisa mas os meus olhinhos preciosos ficaram fixados neste bolo fantástico chamado King Cake (tradição de New Orleans) cujas semelhanças com o nosso querido Bolo Rei são apenas semânticas.

O que eu fiz foi uma adaptação do belíssimo bolo King Cake mas com 1/1000 da quantidade de creme que eles utilizam (estranhei não usarem bacon 🙂 ) e portanto em vez dos brilhantes açucares às cores improvisei com corantes alimentares (Vahiné) e pronto ficou só assim mais ou menos engraçado em vez do tcharan! que era suposto. Ainda assim ficou muito bom e recomendo vivamente a experimentarem 😉

(receita adaptada de Noelle Carter)

Ingredientes: (Para 2 bolos médios)

Massa

– 180ml de leite + 2 c. de sopa de leite

– 1 embalagem (11g) de levedura seca

– 100g de açucar amarelo

– 2 ovos + ½ batido

– 150g de manteiga à temperatura ambiente

– 455g de farinha de trigo

– ½ c. de chá de flor de sal

Recheio

– 40g de manteiga

– 3 maçãs Granny Smith grandes (sem pele nem caroço e cortadas em fatias finas)

– 2 c. de sopa de açucar amarelo

– 2 c. de café de canela

– 1 pitada de flor de sal

– 100g de passas de uva

Cobertura

– 150g de queijo creme

– 150g de manteiga à temperatura ambiente

– 1 c. de chá de açucar baunilhado

– 1 pitada de flor de sal

– 188g de açucar em pó

– corantes alimentares: vermelho, amarelo e azul

Preparação:

Recheio

– Num tacho com lume médio, derreter a manteiga, juntar a maçã, o açucar a canela e o sal e deixar cozinhar; mexendo de vez emquando, até a maçã começar a amolecer (4-5min.);

– Retirar do calor e juntar as passas;

– Colocar num recipiente e deixar arrefecer.

Massa

– Numa caneca colocar 150ml de leite e aquecer durante cerca de 20seg. na potência máxima do microondas, juntar 1c. de sopa de açucar e a levedura, mexer bem e deixar repousar por cerca de 10minutos;

– Bater os ovos até estar fofos e com aspecto esbranquiçado, juntar a mistura do fermento e o restante leite e açucar, mexer bem até se obter uma mistura homogénea;

– Juntar a manteiga pedaço a pedaço até esta ficar completamente incorporada na mistura;

– Juntar a farinha e o sal pouco a pouco até a mistura estar homogéna;

– Remover a massa para uma superfície previamente polvilhada com farinha e trabalhá-la (a Allrecipes mostra-vos neste vídeo como fazê-lo) durante cerca de 5 a 7 minutos;

– Colocar a massa numa taça, cobri-la com um pano, colocar por baixo uma pequena taça com água quente (sem tocar a taça da massa) e reservar durante 1hora-1hora e meia ou até a massa dobrar de volume;

– Entretanto bater o ½ ovo com as 2 colheres de leite e reservar;

– Quando a massa tiver dobrado de volume, dividi-la em dois, e colocar uma das partes numa superfície polvilhada com farinha;

– Com um rolo de massa esticá-la até se obter um rectângulo com dimensões aproximadas de 25x50cm;

– Espalhar uniformemente metade do recheio sobre a massa esticada deixando um pequeno bordo a toda a volta;

– Enrolar a partir do lado maior (como se fosse uma torta) e unir as pontas fazendo uma coroa, colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal;

– Repetir o procedimento para a outra massa;

– Pincelar generosamente ambas as coroas com a mistura de ovo batido com leite;

– Levar ao forno pre-aquecido a 170ºC por cerca de 30minutos ou até as coroas estarem douradinhas e perfeitamente cozinhadas por dentro;

– Retirar do forno e deixar arrefecer completamente.

Cobertura

– Numa taça misturar o queijo creme, a manteiga, a baunilha e o sal até se obter uma mistura homogénea;

– Juntar o açucar em pó colher a colher, de preferência a partir de um coador para que não se formem grumos até estar completamente incorporado na mistura;

– Para preparar as cores usei uma embalagem de 3 tubos de cores básicas (com 6ml cada) e preparei segundo as instruções do seguinte modo:

* verde menta – 5 gotas de amarelo + 3 gotas de azul

* violeta – 9 gotas de vermelho + 6 gotas de azul

* amarelo – 8 gotas de amarelo

(cada uma destas cores preparadas em taças separadas)

– Dividir a mistura de creme de modo igual por cada uma das taças;

– Misturar muito bem até a cor estar completamente incorporada no creme.

Montagem

– Assim que os bolos estiverem frios ou quase colocar o creme do seguinte modo (ou como acharem que fica mais bonito 🙂 ) creme amarelo-creme verde-creme violeta, em ambos os bolos até acabarem os cremes.

– Servir acompanhado de muito boa disposição e alegria 😉

Muka dourada*

Ruskitas de Nestum

Imagem

Contem-me lá, há alguém neste mundo (exceptuando a B. 🙂 marota!) que não goste de Nestum com mel? Claro que não há! Aliás o Nestum é o melhor amigo de qualquer estudante universitário (isso e atum), portanto, pegando neste nosso amigo de todos os dias e aproveitando esta receita simples e deliciosa da página de FB do Nestum 🙂 fiz estas bolachinhas que são rápidas de preparar e de cozinhar e deixam um cheirinho delicioso pela casa ;).

(receita adaptada de Nestum)

Ingredientes:

– 120g de farinha de trigo

– 140g de manteiga à temperatura ambiente

– 50g de açucar amarelo

– 50g de Nestum mel

– 2 ovos

– 70g de uvas passas

– 6g de fermento

– 60g de chocolate de leite picado em pedaços grosseiros

– 60g de chocolate de branco picado em pedaços grosseiros

Preparação:

– Bater a manteiga com o açucar até se obter uma mistura homogénea e cremosa;

– Adicionar os ovos um a um batendo entre cada adição;

– Adicionar a farinha peneirada com o fermento e o Nestum e misturar bem,

– Juntar as uvas passas e os chocolates e envolver bem;

– Fazer dois pequenos rolos com a massa, envolver em película aderente e deixar no frigorífico durante a noite;

– Ligar o forno a 170ºC;

– Retirar a película e cortar em pequenas bolachas com cerca de 1cm de espessura;

– Deixar cozinhar por 15 minutos ou até estarem bem douradinhas.

Muka dourada*