Tag Archives: lemon curd

Tarte de curd de limão e verbena com physalis

71

Apesar de ser uma amante confessa de plantas nunca fui a pessoa mais prendada para tratar delas e conseguir que elas sobrevivam mais que algumas semanas (é o chamado toque verde inverso 😉 ). Acontece que nos últimos tempos (talvez seja a ternura dos trinta-e-quase-entas 🙂 ) as plantas têm conseguido não só resistir mas mostrar a sua alegria por conviverem comigo, ele é orquídeas que dão flor, ele é physalis que dão frutos do tamanho de pequenas ameixas, enfim, é A loucura no Reino das Plantas :).

A propósito das physalis estarem a dar frutos de uma forma tão prolífera decidi experimentar fazer uns docinhos com elas. O sabor da physalis é bastante aromático e ácido e portanto nem sempre do agrado geral mas a sua conversão para compota retira-lhe bastante acidez e torna o sabor ainda mais interessante.

A receita que vos trago é de uma tarte deliciosa mas assumidamente ácida (pelo lemon curd e um pouco pelas physalis) e com um travo ligeiramente floral (da verbena e das physalis). É assumidamente diferente mas muito gostosa, espero que gostem ;).

(adaptado de: Food and Wine)

Ingredientes:

Massa

– 120 g de farinha de trigo sem fermento

– ½ colher de chá de canela em pó

– 112 g de manteiga (à temperatura ambiente)

– 60 g de açúcar branco

– 1 ovo

– ½ colher de chá de extracto de baunilha

– Raspa da casca de ½ limão

– Raspa da casca de ½ laranja

Lemon curd

– 120ml de sumo de limão

– 200g de açúcar

– 3 gemas (ligeiramente batidas)

– 125g de manteiga (em pequenos cubos)

– 20 g de folhas de verbena secas

 

Compota de physalis

– 170 g de physalis frescas

– 80 g de açúcar branco

– sumo de uma laranja

– 50 ml de H2O

– 15 ml de Licor Beirão

– ½ colher de sobremesa de extracto de baunilha

Preparação:

Massa

– Numa taça misturar a farinha com a canela;

– Noutra taça misturar a manteiga com o açúcar até obter uma mistura fofa. Juntar o ovo, a baunilha, as raspas e misturar bem;

– À mistura da manteiga juntar a farinha (em duas ou três vezes);

– Levar a massa a repousar no frigorífico por pelo menos durante 1 hora;

– Retirar a massa do frigorífico e estender de forma a obter um disco de massa com cerca de ½ cm de altura;

– Forrar uma tarteira com a massa e levar ao frigorífico por mais 1 hora;

– Ligar o forno a 170 ºC;

– Retirar a tarteira do frigorífico, forrar com uma folha de papel vegetal e colocar feijões secos ou contas de cerâmica e levar ao forno até estar dourada (cerca de 30-35 minutos);

– Retirar do forno, remover a folha de papel vegetal e as contas de cerâmica ou feijões e deixar arrefecer.

Lemon curd

– Juntar o açúcar, o sumo de limão e as gemas e misturar bem, juntar as folhas de verbena e levar a lume brando. Juntar a manteiga em pequenos pedaços e misturar bem;

– Deixar cozinhar lentamente sem levantar fervura e até ter a consistência desejada;

– Reservar e deixar arrefecer.

Compota de physalis

– Num tachinho juntar todos os ingredientes e levar a lume brando até obter uma compota ligeira;

– Reservar e deixar arrefecer.

Montagem da tarte

– Ligar o forno a 170 ºC;

– Dentro da tarteira com a caixa devidamente cozinhada colocar o curd de limão e levar ao forno por 10 minutos;

– Retirar do forno, deixar arrefecer, desenformar e servir com a compota de physalis.

Muka dourada*

Anúncios

Mousse de limão à la Ruskita

63

Este foi um fim de semana intenso e cheio de emoções. Começou sábado com a final do ESC e uma patuscada com: o outro português que acompanha o evento 😛 (querido E. ainda havemos de ir a uma final ao vivo) e o resto da malta que aproveitou para ver senhoras jeitosas e gozar com as músicas 😀 Ficámos medianamente tristes pois estávamos a torcer pela Austrália (e pela Bélgica, Itália, Georgia e Bulgária), mas assim como assim mais valeu mais ganhar a Ucrânia que a Rússia (imitação de Messi, não me impressionaste 😛 ).

Para terminar o fim de semana, no domingo a festa foi vermelha e as águias voaram mais alto. De notar que eu sou sportinguista e o R. é benfiquista portanto pelo menos um de nós ficou contente 🙂

Mas o que importa mesmo (na verdade o que me importou mesmo foi o ESC mas pronto) foi esta mousse de limão de-li-ci-o-sa que fiz para comermos enquanto ouvíamos a Ira Losco e Laura Tesoro 🙂 Não é a sobremesa mais fácil e rápida de fazer mas garanto-vos que vale o esforço e tempo gasto 😉

(adaptado de Saveur)

Ingredientes:

– 8 ovos

– 3 limões (raspa e sumo)

– 100 g de manteiga

– 180 g de açúcar amarelo

– 5 colheres de sobremesa de açúcar em pó

– 1 colher de sobremesa de açúcar baunilhado

– 400 ml de natas (2 pacotes)

– 2 colher de café de sumo de limão

Preparação:

Curd de limão

– Separar 4 claras das gemas e reservar;

– Misturar as 4 gemas com os 4 ovos e o açúcar amarelo (sem mexer demasiado para não incorporar muito ar na mistura);

– Juntar o sumo e o zeste de limão e misturar de modo a obter uma mistura homogénea;

– Numa caçarola colocar a manteiga e a mistura dos ovos e levar a lume muito brando, mexendo sempre (com uma colher de pau) até engrossar (deverá ficar com a consistência do leite creme);

– Passar por um coador e deixar arrefecer.

Merengue

– Bater em castelo as 4 claras e juntar 1 colher de café de sumo de limão;

– Juntar uma a uma as 2 colheres de sobremesa de açúcar em pó (colocar a segunda só após a primeira estar devidamente incorporada).

Natas

– Bater as natas com as 3 colheres de sobremesa de açúcar em pó, a colher de sobremesa de açúcar baunilhado e 1 colher de café de sumo de limão, até estas estarem firmes.

Mousse

– Quando o curd estiver bem frio juntar suavemente as natas batidas e por fim as claras batidas em castelo, envolvendo suavemente;

– Servir com um pouco de raspa de limão.

Muka dourada*

Bolachinhas de baunilha com lemon curd

44

Ai o Natal, o Natal…. Se há coisa que eu gosto é Natal! E comida! E gatos! E não obrigatoriamente por esta ordem mas, idealmente, tudo junto :).

Ora, sendo Natal há que pensar em presentes, claro está, e existirá algo melhor do que umas belas bolachinhas para reconfortar barriguitas gulosas? Como tínhamos agendada uma reunião familiar resolvi oferecer a todos um pequeno saquinho com estas bolachas deliciosas.

De todas as bolachas que fiz até hoje estas são as que conseguem até hoje ter o concenso no estatuto de “delicioso” :). Descobri-as num blogue que leio regularmente e que adoro, o Technicolor Kitchen, e que é fabuloso não só pelas receitas maravilhosas, mas também pelas associações cinematográficas que a autora faz e que são tão pessoais e calorosas que tornam o blogue ainda mais delicioso <3.

Espero que gostem tanto destas bolachas quanto nós 😉

(receita adaptada do blogue Technicolor Kitchen)

(receita para aproximadamente 30 bolachas)

Ingredientes:

Lemon curd

– 110ml de sumo de limão

– Zeste de limão (dos limões espremidos)

– 200g de açucar

– 3 gemas (ligeiramente batidas)

– 130g de manteiga (em pequenos cubos)

Massa das bolachas

– 300g de farinha de trigo

– 1 colher de café de fermento em pó

(Sugiro que se junte o fermento e a farinha e se peneire a mistura pelo menos 2 vezes)

– 200g de açucar amarelo

– 1 colher de chá de açucar baunilhado

– 180g de manteiga (à temperatura ambiente)

– 1 ovo

Preparação:

Lemon curd

– Num tacho colocar a manteiga, o açúcar, o sumo e zestes de limão e as gemas, levar a lume brando mexendo sempre e evitando que ferva;

– Assim que engrossar (consistência semelhante a leite creme mas um pouco mais líquida) retirar do lume e passar por um coador e reservar.

Massa das bolachas

– Ligar o forno a 170ºC;

– Numa taça grande colocar a manteiga e os açucares e bater bem até obter um preparado esbranquiçado e fofo;

– Juntar o ovo e misturar bem;

– Adicionar aos poucos a mistura da farinha e fermento peneirados, de modo a que esta se vá incorporando na mistura da manteiga;

– Deixar a massa repousar cerca de 10 minutos no frigorífico;

– Forrar tabuleiros com papel vegetal e colocar pequenas porções da massa (com a ajuda de uma colher de sobremesa) e com algum espaçamento pois irão espalhar-se um pouco (coloco cerca de 15 por tabuleiro), no meio de cada uma fazer uma pequena concavidade e colocar um pouco do lemon curd;

– Baixar a temperatura do forno para os 150ºC;

– Levar as bolachinhas por cerca de 10 a 15 minutos ou até estarem douradinhas;

– Retirá-las e deixar arrefecer numa rede.

Muka dourada*