Category Archives: Bolachas

Bolachinhas de banana e passas de uva

72

“Gosto mais de ti que de bolachinhas” é a minha declaração de amor favorita 🙂 .

Obviamente depende das bolachas mas isso seria uma outra discussão 🙂 Mas esquecendo as declarações de amor pirosas, esta Primavera está a soar a Inverno e à parte desta constipação safada que não me deixa disfrutar este frio gostoso e chuvinha boa, só me apetecem fazer/comer bolachas gostosas a acompanhar com litros de chá bem quentinho.

A verdade é que independentemente do tempo que se faz sentir, gosto de fazer bolachas todo o ano e lá está, dependendo da temperatura, ou vão com um chá bem quentinho ou com um refresco ou mesmo com uma Katiette 😉 (sumol de laranja com groselha).

Estas bolachas são de-li-ci-o-sas!!! Obviamente convém que se goste de bananas e de passas de uva 😉 se for esse o caso, vão adorar, acreditem 😉 .

(adaptado de 750 g)

Ingredientes: (para cerca de 25 bolachinhas médias)

– 200 g de farinha de trigo sem fermento

– 100 g de flocos de aveia finos

– 1 colher de chá de fermento tipo Royal

– 1 ovo

– 150 g de manteiga à temperatura ambiente

– 75 g de açúcar branco

– 75 g de açúcar amarelo

– 1 colher de sobremesa de extracto de baunilha

– 1 banana grande esmagada

– 150 g de passas de uva

Preparação:

– Ligar o forno a 165ºC;

– Numa taça misturar a manteiga com os açúcares e o extracto de baunilha até obter uma mistura cremosa e homogénea;

– Juntar o ovo e a banana e misturar muito bem;

– Juntar a farinha, o fermento e os flocos de aveia e misturar muito bem novamente;

– Por fim envolver bem as passas de uva;

– Com a ajuda de uma colher fazer pequenas bolinhas com a massa e colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal;

– Levar ao forno por cerca de 15 minutos ou até estarem douradinhas;

– Retirar do forno e deixar arrefecer no tabuleiro cerca de 5 minutos antes de transferir para a rede para arrefecerem completamente.

– Podem sempre saltar o passo anterior e comer as bolachas à medida que vão saindo do forno 😛

Muka dourada*

Cookies de manga

68

Adoro domingos preguiçosos em que ficamos na ronha até tarde e após um pequeno-almoço tardio vem um almoço no mesmo alinhamento e a tarde fica por conta da cozinha com bolachinhas quentinhas a saírem 🙂 . A propósito de fazer bolachas vou-vos contar o meu gilty pleasure: fazer bolachas ao som do ESC 2015  🙂  (Elias, eu sei que tu estás comigo).

Estas amigas douradas nasceram da necessidade de gastar uma tablete de Pantagruel de manga que estava a finar-se e a opção óbvia parecia-me demasiado aborrecida (mousse de manga), portanto engendrei uma receita para incorporar o chocolate branco com sabor a manga numas belas bolachas com cor de Outono.

As bolachas ficam muito crocantes e é impossível comer só uma. Por favor não se esqueçam de as deixar arrefecer (pelo menos 3-4 minutos) no papel vegetal para não se desfazerem.

(rende cerca de 64 bolachinhas)

Ingredientes:

– 130 g de manteiga

– 100 g de chocolate branco com sabor a manga (cortado grosseiramente)

– 250 g de farinha sem fermento

– 1 colher de chá de fermento em pó

– 1 colher de chá de bicabornato de sódio

– 1 colher de chá de gengibre em pó

– 1 colher de chá de canela em pó

– 100 g de açúcar branco

– 100 g de açúcar amarelo

– 1 pitada de flor de sal

– 1 ovo

– 100 g de chocolate branco com sabor a manga (cortado finamente)

Preparação:

– Peneirar a farinha com o gengibre, a canela, o fermento e o bicabornato de sódio e reservar;

– Derreter a manteiga com o chocolate cortado grosseiramente (usei o microondas na função descongelar durante cerca de 3 minutos, mexendo regularmente para não criar grumos);

– Misturar os açúcares e a flor de sal e juntar a mistura da manteiga e chocolate derretidos mexendo bem até ficar homogéneo. Juntar o ovo e mexer bem;

– A este preparado juntar a farinha envolvendo bem sem mexer demasiado mas deixando a mistura homogénea;

– Juntar o chocolate finamente picado e envolver bem na mistura;

– Levar a mistura ao frigorífico durante 30 minutos;

– Ligar ao forno a 170ºC e formar o tabuleiro do forno com papel vegetal;

– Com a ajuda de uma colher de sobremesa fazer pequenas bolinhas, colocar no tabuleiro e utilizar um garfo para fazer efeitos (coloquei 16 por fornada com um espaço de cerca de 5 cm entre cada uma);

– Levar ao forno por 8-10 minutos (as bordas deverão estar douradas);

– Deixar arrefecer (de preferência ainda no papel e em cima de uma rede pois quando saem do forno ainda estão bastante moles).

Muka dourada*

Ruskitas de arandos e pistáchios

51

“Fevereiro quente traz o diabo no ventre” “Fevereiro chuvoso faz o ano formoso” uiii, o que eu gosto de adágios e atentem que não é só dos iogurtes, é dos populares também =)

Sei muitos! E, qual anciã (deve ser do avançar da idade), gosto muito de os ir debitando mediante a ocasião e altura do dia ou do ano :D. Gosto ainda mais de os ouvir na boca do R. que regra geral os mistura ou adultera e sai algo como “Quem não tem cão caça com gambuzino” ou então “Cão que ladra dá miminhos” 😀

E como estes dias frios mais ensolarados pedem tardes passadas a depenicar umas bolachinhas e a beber um cházito, deixo-vos esta receita de bolachas que, aviso já podem criar habituação :D. O equilíbrio entre o doce da massa da bolacha e o salgado do pistáchio é perfeito e nunca se consegue comer uma só 😉 espero que gostem 🙂

(adaptado de Siba Mtongana – ‘Siba’s table’ Foodnetwork)

Ingredientes:

– 450g de farinha de trigo

– 100g de farinha de milho

– 330g de manteiga em pequenos pedaços (à temperatura ambiente)

– 250g de açúcar amarelo

– 60g de arandos secos cortados em pedaços

– 60g de pistáchios (sem casca) cortados em pedaços

– 2 ovos

Preparação:

– Ligar o forno a 180ºC;

– Colocar numa taça o açúcar e a manteiga e mexer muito bem;

– Juntar os ovos um a um, mexendo bem para que fiquem bem incorporados na mistura da manteiga;

– Adicionar as farinhas (previamente juntas e peneiradas) e misturar muito bem;

– Juntar os arandos e os pistáchios e envolver bem;

– Dividir a massa em 3 e formar com as porções pequenos rolos com cerca de 5cm de diâmetro. Pelicular os rolos e reservar no frigorífico por cerca de 20 minutos;

– Retirar a película do rolo e cortar em fatias com cerca de 0,5cm de espessura;

– Levar ao forno num tabuleiro forrado com papel vegetal por cerca de 10 a 15 minutos ou até começarem a ficar douradinhas nos bordos;

– Retirar do forno e deixar arrefecer numa rede.

Muka dourada*

Delícias de manteiga de amendoim

49

Entre família e amigos a predominância de Peanut-butter-lovers é muito grande, como tal assim que vi esta receita para cheaters 😛 (do sempre fabuloso Matt Preston) percebi logo que seria um sucesso =)

A verdade é que não tem que enganar é misturar tudo (e são só 3 ingredientes), levar ao forno e tcharannn: comer :D, vá… se quiser deixem-nas arrefecer um bocadinho, até porque para além de muito quentes (e não queremos cá acidentes) elas desfazem-me muito antes de estarem completamente frias.

(receita de Matt Preston em Masterchef Australia)

Ingredientes:

– 270g de manteiga de amendoim

– 1 chávena de açucar

– 1 ovo

Preparação:

– Ligar o forno a 150ºC;

– Juntar todos os ingredientes numa taça e misturar muito bem;

– Com as mãos sempre molhadas (colocar uma pequena taça com água para auxiliar) fazer bolinhas e colocá-las num tabuleiro forrado a papel vegetal;

– Usar um garfo (molhado) para fazer pequenos efeitos nas bolachas;

– Levar ao forno por cerca de 9 a 15 minutos;

– Retirar o tabuleiro do forno e deixar as bolachas a arrefecer no mesmo por cerca de 5 a 10 minutos (apesar de cozinhadas as bolachas estam bastante moles e portanto convém deixá-las repousar um pouco);

– Transferir as bolachas para uma rede e deixá-las arrefecer completamente (se conseguirem 😉 )

– Guardar numa caixa hermética.

Muka dourada*

Bolachinhas de baunilha com lemon curd

44

Ai o Natal, o Natal…. Se há coisa que eu gosto é Natal! E comida! E gatos! E não obrigatoriamente por esta ordem mas, idealmente, tudo junto :).

Ora, sendo Natal há que pensar em presentes, claro está, e existirá algo melhor do que umas belas bolachinhas para reconfortar barriguitas gulosas? Como tínhamos agendada uma reunião familiar resolvi oferecer a todos um pequeno saquinho com estas bolachas deliciosas.

De todas as bolachas que fiz até hoje estas são as que conseguem até hoje ter o concenso no estatuto de “delicioso” :). Descobri-as num blogue que leio regularmente e que adoro, o Technicolor Kitchen, e que é fabuloso não só pelas receitas maravilhosas, mas também pelas associações cinematográficas que a autora faz e que são tão pessoais e calorosas que tornam o blogue ainda mais delicioso <3.

Espero que gostem tanto destas bolachas quanto nós 😉

(receita adaptada do blogue Technicolor Kitchen)

(receita para aproximadamente 30 bolachas)

Ingredientes:

Lemon curd

– 110ml de sumo de limão

– Zeste de limão (dos limões espremidos)

– 200g de açucar

– 3 gemas (ligeiramente batidas)

– 130g de manteiga (em pequenos cubos)

Massa das bolachas

– 300g de farinha de trigo

– 1 colher de café de fermento em pó

(Sugiro que se junte o fermento e a farinha e se peneire a mistura pelo menos 2 vezes)

– 200g de açucar amarelo

– 1 colher de chá de açucar baunilhado

– 180g de manteiga (à temperatura ambiente)

– 1 ovo

Preparação:

Lemon curd

– Num tacho colocar a manteiga, o açúcar, o sumo e zestes de limão e as gemas, levar a lume brando mexendo sempre e evitando que ferva;

– Assim que engrossar (consistência semelhante a leite creme mas um pouco mais líquida) retirar do lume e passar por um coador e reservar.

Massa das bolachas

– Ligar o forno a 170ºC;

– Numa taça grande colocar a manteiga e os açucares e bater bem até obter um preparado esbranquiçado e fofo;

– Juntar o ovo e misturar bem;

– Adicionar aos poucos a mistura da farinha e fermento peneirados, de modo a que esta se vá incorporando na mistura da manteiga;

– Deixar a massa repousar cerca de 10 minutos no frigorífico;

– Forrar tabuleiros com papel vegetal e colocar pequenas porções da massa (com a ajuda de uma colher de sobremesa) e com algum espaçamento pois irão espalhar-se um pouco (coloco cerca de 15 por tabuleiro), no meio de cada uma fazer uma pequena concavidade e colocar um pouco do lemon curd;

– Baixar a temperatura do forno para os 150ºC;

– Levar as bolachinhas por cerca de 10 a 15 minutos ou até estarem douradinhas;

– Retirá-las e deixar arrefecer numa rede.

Muka dourada*

Bolo de queijo carabisker

37

Finalmente chegou o bom tempo e já podemos fazer as nossas refeições no jardim! A nossa casa é fabulosa no tempo mais quente e portanto está a chegar a época de desfrutar dela =)

Aproveitando miminhos da minha sogra (que trouxe cerejas deliciosas) e as framboesas que crescem abundantemente no jardim, decidi fazer um bolo de queijo cuja receita tinha religiosamente recortado de um pacote de açucar 🙂 sim, porque eu sou das que guarda todos os milhões de receitas das revistas/pacotes de açucar/pacotes de arroz/tudo o que é pacotes 😀 e o resultado foi muiiiito bom, um bolo de consistência de queijada mas leve e ainda mais delicioso quando acompanhado pelo creme de queijo ;).

(receita adaptada de um pacote de açucar da RAR 🙂 )

Ingredientes:

Bolo

– 5 ovos

– 240g de açúcar amarelo

– 1dl de leite

– 80g de manteiga derretida

– 350g de queijo (tipo philadelphia)

– 250g de farinha

– 1 c. de sobremesa de fermento em pó

– Cerejas e framboesas para decorar

Creme de queijo

– 50g de queijo (tipo philadelphia)

– 200ml de natas para bater

– 3 colheres de sopa de açucar em pó

– raspa da casca de 1 limão

Preparação:

Creme de queijo

– Bater as natas com o queijo durante cerca de 3 minutos;

– Juntar aos poucos o açucar e continuar a bater até ficar um creme consistente;

– Juntar a raspa da casca de limão e envolver bem,

– Reservar no frigorífico.

Bolo

– Ligar o forno a 180ºC;

– Separar as claras das gemas e bater as primeiras em castelo com o açucar até se obter um merengue brilhante e consistente (se necessário juntar algumas gotas de sumo de limão);

– Peneirar a farinha com o fermento e reservar;

– Adicionar as gemas ao merengue e mexer bem;

– Juntar ao preparado o leite, a manteiga e o queijo (previamente esmagado com um garfo) e mexer bem;

– Juntar a farinha à mistura, envolvendo bem;

– Colocar a massa numa forma previamente untada com manteiga e farinha e levar ao forno por aproximadamente 40 minutos ou até o palito sair limpo;

– Desenformar apenas quando estiver frio;

– Acompanhar com o creme e as frutas.

Muka dourada*

Patrícios de Santa Clara

Imagem

No passado dia 17 de Março foi o Dia de S.Patrício (um dos padroeiros da Irlanda), ora como é sabido eu tento comemorar todos os festejos que envolvam comida :). Neste caso e aproveitando a vitória do Sporting resolvi comemorar em verde e força não só para honrar o Patrício dos irlandeses mas também o nosso =). Fiz estes biscoitos de manteiga muito simples (quase, quase a lembrar melting moments) e que são uma delícia para acompanhar com uma Guiness 😀 ou pronto para beer haters como eu, com um Earl Grey bem quentinho :).

(receita adaptada de Spoonful)

Ingredientes:

– 2 + ¾ chávenas de farinha de trigo

– ¾ colher de sopa de bicabornato de sódio

– 1 pitada de flor de sal

– 1 chávena de manteiga sem sal à temperatura ambiente

– 1 chávena de açucar amarelo

– 1 ovo grande

– 1 colher de sopa de açucar baunilhado

– 1 colher de sopa de corante alimentar verde (usei amarelo (12 gotas) + azul (9 gotas) da Vahiné)

Preparação:

– Peneirar a farinha e o bicabornato para um taça, adicionar a flor de sal, misturar bem e reservar;

– Noutra taça juntar a manteiga e os açucares até se obter um preparado cremoso, juntar o ovo e misturar até este ficar bem incorporado;

– À mistura da manteiga ir juntando gradualmente a da farinha, misturando muito bem entre cada adição;

– Juntar o corante e envolver bem na massa para que esta fique verde de forma uniforme;

– Formar 2 bolas com a massa e transformá-las em discos, envolvê-las em película aderente e levar ao frio por aproximadamente 1 hora;

– Retirar a massa do frio, remover a película aderente e colocar a massa em cima de uma folha de papel vegetal (levemente enfarinhada), colocar um pouco de farinha por cima da massa e por fim colocar outra folha de papel vegetal por cima (a massa fica no meio);

– Com a ajuda de um rolo de cozinha esticar a massa de forma a que ela fique com uma espessura aprox. de 5-7mm;

– Cortar a massa na forma desejada (usem cortadores se tiverem), levar ao forno previamente aquecido a 180ºC (em tabuleiro forrado a papel vegetal) por cerca de 10 minutos ou até as bordas dos biscoitos começarem a ficar douradas.

Muka dourada*